Caiafarsa

Desmascarando o protestantismo

MENTIRA SUPERINTERESSANTE

MENTIRA SUPERINTERESSANTE

 

 
Publicava a famigerada Revista Superinteressante, baseando-se numa caduca mentira estratégica protestante.

“Está ai em resumo, a tese do “Primado de Roma”, segundo a qual os bispos romanos são
representantes legítimos de Jesus. Mas os fatos que sustentam esse dogma nunca foram unanimidade. Não há provas da passagem de Pedro por Roma. A Bíblia não diz nada a respeito – lendas sobre sua viagem e martírio foram coletadas por um propagandista da Igreja, Eusébio de Casaréia”
(Superinteressante Ed. 239/2007. p,60).

Respondendo ao embuste:

Eusébio não era “propangandista da Igreja”, mas, o primeiro historiador da Igreja. O historiador Optato de Milevi (367), contemporâneo de Eusébio, confirma e repete seus registros, comprove:

Registrou o Historiador Optato de Milevi, no ano 367:

“Na cidade de Roma, quem por primeiro se sentou na cátedra episcopal foi o Apóstolo Pedro, ele que era a cabeça de toda a Igreja, (…) Os apóstolos nada decidiam sem estar em comunhão com esta única cátedra (…) Recorde a origem desta cátedra, todos que reinvidicam o nome da Santa Igreja Católica…” (O Cisma Donatista 2:2).

E muito antes disso, provando a sucessão apostólica, Santo Irineu (no ano 180), registrou em sua obra: “Depois de terem fundado e estabelecido a Igreja de Roma, os bem-aventurados apóstolos Pedro e Paulo confiaram-na à administração de Lino, de quem fala São Paulo na Carta a Timóteo (2 Tm 4,21). Sucedeu-lhe Anacleto …” (Contra as Heresias 3,3,2)

Lino e Anacleto eram bispos de Roma, estes e seus sucessores desde São Pedro, são os legítimos representantes de Jesus Cristo na terra. Isto não é “tese” nem “dogma”, é fato, confirmado em edição anterior desta mesma Revista Superinteressante, confira:

“As primeiras Igrejas surgiram como comunidades fundadas pelos apóstolos (54 d.C.). Do núcleo fundado por Pedro em Roma, originou-se todo o cristianismo no Ocidente, que posteriormente foi dividido em arquidioceses, dioceses e províncias eclesiásticas, em comunhão com a Sé Romana, a partir de 70 d.C.” (Revista: Superinteressante. Ed.181, p. 22-23).

Que vergonha. Joga o dinheiro no lixo quem assina ou compra essa medíocre revista.

Quanto a passagem de Pedro em Roma:

1º – Há inúmeras provas históricas e físicas da passagem de Pedro em Roma:
Os melhores especialistas não têm duvidas sobre o achado, e a Igreja após criterioso estudo afirmou sem dúvidas em 1950:

“Sim, o túmulo do príncipe dos Apóstolos foi encontrado” (cf. Pio XII, radio – mensagem de Natal em 23/12/1950 apud LAURENTIN, René. Pedro o primeiro Papa: traços marcantes de sua personalidade. São Paulo:Paulinas,2003.p,180.)

Afirmou Laurentin, exegeta, teólogo e historiador: “O que está bastante documentado e testemunhado é que Pedro acaba sua existência em Roma pelo martírio” (cf. LAURENTIN, René. Pedro o primeiro Papa: traços marcantes de sua personalidade. São Paulo: Paulinas, 2003, p.163)

 

 

2º – Seria o sensacionalismo da revista Superinteressante verossímil, ao afirmar que a Bíblia nada diz a respeito da passagem de Pedro por Roma? A própria Sagrada Escritura responde à questão, na primeira carta de Pedro (I Ped 5,13), o apóstolo está na “Babilônia”, nome este simbólico que designa Roma, a capital corrompida:

“A Igreja escolhida da Babilônia saúda-vos…” (conf. I Ped 5,13).

No livro do Apocalipse de São João, nos versículos 14,8; 16;19; 17,5 e 18,2 aparece a alusão a Babilônia, que na realidade tratava-se da Roma pagã, capital da idolatria e reino dos inimigos de Deus.

3º Também o historiador Daniel Rops, não deixa dúvidas:

“As pesquisas arqueológicas realizadas na basílica vaticana entre 1939-50 e 1953-57 indicam que São Pedro foi enterrado no lugar onde hoje se encontra o altar. Numerosos graffits, um deles com o nome do Apóstolo, outras inscrições tumulares e um altar do século II confirmam essa hipótese”. (conf. ROPS, Daniel. A Igreja dos Apóstolos e dos Mártires, v. I, Quadrante, 1988. p101, citação 26). – (Tópicos 1º, 2º e 3º coletados de artigo do Prof. Felipe Aquino).

Caso os maldosos embusteiros queiram confirmar a liderança, longa estadia e vida de Pedro em Roma, assistam ao documentário da BBC: “Pedro”. Este documentário arqueológico, onde mostra os restos mortais de Pedro sepultado sob a Capela Sistina, foi exibido pela TVE na noite de 23 de dezembro de 2006. Semelhante documentário também foi produzido e exibido pela Nathional Geograph, na Band. A Globo também já exibiu no globo Repórter o documentário “O VATICANO POR DENTRO”, onde confirma as descobertas já citadas e mostra o jazigo e ossos de Pedro sob a Capela Sistina.

É assustadora a completa desinformação de certos jornalistas.

Enfim, Pedro não só esteve em Roma, mas, lá liderou a Igreja e morreu crucificado.

Fica aqui, o registro da má fé, dos que fazem esta revista, que mente para ficar “Superinteressante”. Vez por outra, estão levianamente caluniando a Igreja Católica, para tentar ganhar notoriedade. Mas que bom, que eles mesmos publicavam na edição 249 de fevereiro/2008, página 98:

“Quando a cantora Sinead O’Connor rasgou a foto do papa na TV, sua carreira acabou”.

Que isso sirva de exemplo para os tais editores. Eu mesmo já constatei nas numerosas comunidades católicas, que cresce cada vez mais o número de famílias católicas que cancelaram assinaturas, ou pararam de comprar a tal revista Superinteressante Superanticatólica.

Autor: Fernando Nascimento

Written by caiafarsa

setembro 3, 2008 às 11:41 pm

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. […] MENTIRA SUPERINTERESSANTE […]


Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: