Caiafarsa

Desmascarando o protestantismo

IGREJA CATÓLICA – Novo nome da “Igreja Hebraica”


A MENTIRA

“(Você Sabia?
Contribuição de Charrir Sales
23 de Setembro de 2006
Última Atualização 28 de Setembro de 2006) :

A igreja Hebraica (atual cristã), recebeu o nome de Católica no Concilio de Constantinopla I, em 381, por imposição do imperador Romano Teodósio I, o Grande (346 – 395), que era católico fanático, que em 380, num édito, “Cunctos Populos”, decretou obrigatoriedade do catolicismo em todo seu império, passando a perseguir os hereges (fiéis de outras religiões) e os pagãos da época”

ONDE ELA SE ENCONTRA

http://72.14.205.104/search?q=cache:gAZo-lrqLI4J:www.divino.mg.gov.br/index2.php%3Foption%3Dcom_content%26do_pdf%3D1%26id%3D213+%22cunctos+populos%22&hl=pt&ct=clnk&cd=4&lr=lang_pt

A VERDADE/DEMONSTRAÇÃO LÓGICA/DOCUMENTAÇÃO

Igreja Hebraica??? Esta é nova para mim e creio que para todos. Não existe nenhum documento que comprove que a Igreja primitiva fosse identificada como “Igreja Hebraica”. Quanta fantasia!!!!

De muitas coisas tratou o Concílio de Constantinopla I menos desta de impor o nome de IGREJA CATÓLICA à fantasiosa “Igreja Hebraica”!!!!

Neste concílio ficou definida a confissão da divindade do Espírito Santo; da condenação dos erros de Macedônio; da condenação dos defensores do arianismo; do estabelecimento da sede de Constantinopla como preeminência sobre as sedes de Jerusalém, Alexandria e Antioquia.

O “CUNCTOS POPULOS’ é um decreto imperial e é um eco às decisões conciliares. Vejam a sua tradução:

“Queremos que todas as nações que estão sob nosso domínio, graças à nossa caridade, permaneçam fiéis à esta religião, que foi transmitida por Deus ao apóstolo Pedro, e que ele transmitiu pessoalmente aos Romanos, e que obviamente (esta religião) é conservada pelo Papa Damaso e Pedro, bispo de Alexandria, pessoa com a santidade apostólica; isto é, devemos acreditar em conformidade com o ensinamento apostólico e do Evangelho na unidade da natureza divina do Pai, Filho e Espírito Santo, que são iguais na majestade e na Trindade Santa.
Ordenamos que terão o nome de Cristãos Católicos aqueles que não violam as afirmações desta lei.
Os outros os consideramos pessoas sem inteligência e ordenamos condená-los ao castigo da infâmia como hereges, e às suas reuniões não atribuímos o nome de igreja; estas pessoas devem ser condenadas antes pela vingança divina, e depois pelas nossas penas, às quais foram autorizadas pelo Juiz Celeste”.

OBSERVEM os dois últimos parágrafos acima:

SENTIDO: Neste tempo, os cristãos ortodoxos e hereges eram chamados, sem nenhuma distinção, de “CATÓLICOS”.

Não é um novo nome, pois, está provado que desde o primeiro século os cristãos já o ostentavam (Epistola de Inácio aos esminienses e Cânon de Muratori).

É uma proibição:

DORAVANTE, os hereges estavam proibidos de serem chamados “CATÓLICOS” e, suas reuniões também não mais poderão ser chamadas de ‘IGREJA”

Usando das mesmas técnicas dos protestantes de dizer que tal fato começou a existir a partir de sua definição poderíamos também AFIRMAR:

“O ESPÍRITO SANTO PASSA A SER DEUS EM 381” ou:

“TEM INÍCIO EM 381 A SANTÍSSIMA TRINDADE”

Cai a farsa!

Written by CAIAFARSA PROTESTANTE

fevereiro 17, 2009 às 9:51 pm

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. […] IGREJA CATÓLICA – Novo nome da “Igreja […]


Os comentários estão desativados.