HISTÓRIA OS BATISTAS


NA VERDADE NEM ELES SABEM , ATÉ NESTE PONTO HÁ CONTROVÉRSIAS:

I – SOMOS LINHAGEM DOS PRIMEIROS GRUPOS CRISTÃOS

Os batistas não são filhos da reforma protestante.
Somos linhagem daqueles grupos os quais conservaram-se separados por todas as eras do Catolicismo, os quais foram chamados: Cristãos; Seitas dos Nazarenos; MONTANISTA;NOVACIANOS;DONATISTAS;PAULICIANOS;ALBIGENSES;VALDENSES; ANABATISTAS E BATISTAS.
E confesso-lhes que nem todos que se dizem Batistas fazem jus a este nome, e obviamente concordo com os amados, quando afirmam que muitos dos que se dizem !Evangélicos?, não estão atrás de outra coisa senão fazer comércio do bom nome do Senhor Jesus Cristo.

http://www.palavraprudente.com.br/estudos/jonas_sm/miscelania/cap02.html

NA VERDADE ELES ASSUMEM SEREM SEGUIDORES DAS HERESIAS COMBATIDAS PELA IGREJA DESDE O SEU INÍCIO.

ALÉM DO QUE ADULTERAM A HISTÓRIA.

II – OS BATISTAS SURGIRAM A PARTIR DA REFORMA PROTESTANTE.

A história academicamente aceita sobre a origem das Igrejas Batistas é a sua incepção como um grupo de dissidentes ingleses no século XVII.

A primeira igreja batista nasceu quando grupo de refugiados ingleses que foram para a Holanda em busca da liberdade religiosa em 1608, liderados por John Smyth, um clérigo e Thomas Helwys, um advogado, organizaram em Amsterdã, em 1609 uma igreja de doutrinas batistas.

John Smyth discordava da política e de alguns pontos da doutrina da Igreja Anglicana da qual ele era pastor após uma aproximação com os menonitas e, examinando a Bíblia, creu na necessidade de batizar-se com consciência e em
seguida batizou os demais fundadores da igreja, constituindo-se assim a primeira
igreja batista organizada.

Até então, o batismo não era por imersão, só os batistas particulares por volta de 1642 adotaram oficialmente essa prática tornando-se comum depois a todos os batistas.
A primeira confissão dos particulares, a Confissão de Londres de 1644, também foi a primeira a defender o imersionismo no batismo

http://pt.wikipedia.org/wiki/Igreja_Batista

A partir da década de 1930 surgiram grupos de cunho mais conservador e fundamentalista, como a Igreja Batista Conservadora fundada em Bagé – RS, a Igreja Batista Bíblica que organizou a Comunhão Batista Bíblica Nacional (CBBN) desde 1973, com cerca de uma centena de Igrejas e Congregações, a Igreja Batista Fundamentalista e a Igreja Batista Regular. Existem também dezenas de Igrejas Batistas sem filiação, tais como a Igreja Batista da Floresta (MG), Filadélfia (RJ) Calvário em Niterói (RJ), todas de orientação pentecostal.

Existem Igrejas batistas que se proclamam também calvinistas, e são filiadas às diversas convenções ou simplesmente, independentes. No Brasil, há uma comunhão cujo objetivo é estreitar laços de comunhão entre os seus membros, em geral filiados à igrejas batistas reformadas: trata-se da Comunhão Reformada Batista no Brasil

Existe ainda a Igreja Batista do Sétimo Dia, cuja diferença em relação aos outros batistas está na guarda do SÀBADO.
Nós, Batistas do Sétimo Dia, somos um povo que vem de longe, de muitas perseguições, de muitas lutas, mas construindo uma bela história de fé, de doutrina e de princípios

Nós cremos que o SÁBADO sagrado da Bíblia, o sétimo dia da semana, é tempo sagrado, um dom de Deus para todas as pessoas, instituído na criação, afirmado nos dez mandamentos e reafirmado no ensino e exemplo de Jesus e dos apóstolos.

http://www.cbsdb.com.br/

Com o nome de Batista existimos desde 1612, quando Thomas Helwys de volta da Holanda, onde se refugiara da perseguição do Rei James I da Inglaterra, organizou com os que voltaram com ele, uma igreja em Spitalfields arredores de Londres.
Thomas Helwys, que era advogado e estudioso da Bíblia, ao escrever um livro intitulado ” Uma Breve Declaração Sobre o Mistério da Iniquidade”, foi preso e morreu na prisão, em 1615.

http://www.batistas.org.br/

Hoje em dia, contam-se mais de vinte ramos batistas, que em 1905 se uniram de maneira um tanto vaga na Liga Batista Mundial.

São, entre outros:

[os batistas calvinistas

os batistas congregacionalistas

os batistas primitivos

os batistas do livre pensamento

os batistas dos seis princípios (porque aceitam como único fundamento dá fé e da vida cristã os seis pontos mencionados em Hebr 6, 1-2: arrependimento, fé, batismo, imposição das mãos, ressurreição dos mortos, juízo eterno)

os batistas tunkers

os batistas campbellitas

os batizantes a si mesmos

os batistas abertos

os batistas fechados

os batistas do sétimo dia (que observam o sábado e não o domingo), etc.


ESTA É A VERSÃO MAIS ACEITA PELOS PRÓPRIOS BATISTAS (MAIORIA).
PORTANTO, ALGUNS BATISTAS E PENTECOSTAIS DESCENDENTES
(COMO A ASSEMBÉIA DE DEUS) DESCONHECEM AS SUAS PRÓPRIAS  ORIGENS.A RAIZ DELES, COMO EM TODAS AS IGREJAS PROTESTANTES, É  LUTERO E SUAS IDÉIAS.

FINALIZANDO:
SÃO HEREGES TANTO NA PRIMEIRA COMO NA SEGUNDA HIPÓTESE.
DOMINUS IESUS !

http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=30891250&tid=5251886258770285321

2 comentários em “HISTÓRIA OS BATISTAS

  1. Não consegui perceber quem são os autores deste texto, mas fica claro que nada sabem sobre os Batistas. De fato, não surgimos da Reforma Protestante, mas com os mesmos ideais, de ser fiéis à Palavra de Deus. Aliás, nossa denominação fundamenta sua fé exatamente nisso: de que a Bíblia é a Palavra de Deus; Jesus Cristo é o único Senhor e Salvador; o Espírito Santo é Deus habitando em nós; e nossa missão é fazer discípulos em todo o mundo, como ordenou Jesus. Algumas denominações que surgiram da Reforma Protestante, estas sim, ainda seguem sacramentos, como o batismo de crianças. Os Anabatistas foram os que nos antecederam e foram perseguidos pela Igreja Romana, fugindo para Holanda, Boemia, e outros lugares da Europa, onde a Inquisição não era tão severa. Milhões de batistas foram mortos por professarem a sua fé. Somos salvos mediante a fé no sacrifício e ressurreição de nosso Senhor Jesus Cristo. É bom lembrar que Jesus criou a Igreja e não as denominações. Fonte: Laércio Pereira de Oliveira – laercio_florestal@yahoo.com.br

    1. O autor do texto é Vanderley Duran que encontra-se neste endereço.
      https://www.facebook.com/vanderley.antonio.1?fref=ts
      .
      Qualquer duvida sobre a questão pode entrar en contato com o mesmo.
      .

      Esta é a versão mais aceita pelos próprios batistas (maioria).
      .
      A ((((história academicamente aceita)))) sobre a origem das Igrejas Batistas é a sua incepção como um grupo de dissidentes ingleses no século XVII.

      A primeira igreja batista nasceu quando grupo de refugiados ingleses que foram para a Holanda em busca da liberdade religiosa em 1608, liderados por John Smyth, um clérigo e Thomas Helwys, um advogado, organizaram em Amsterdã, em 1609 uma igreja de doutrinas batistas.

      John Smyth discordava da política e de alguns pontos da doutrina da Igreja Anglicana da qual ele era pastor após uma aproximação com os menonitas e, examinando a Bíblia, creu na necessidade de batizar-se com consciência e em
      seguida batizou os demais fundadores da igreja, constituindo-se assim a primeira
      igreja batista organizada.

      Até então, o batismo não era por imersão, só os batistas particulares por volta de 1642 adotaram oficialmente essa prática tornando-se comum depois a todos os batistas.
      A primeira confissão dos particulares, a Confissão de Londres de 1644, também foi a primeira a defender o imersionismo no batismo

      http://pt.wikipedia.org/wiki/Igreja_Batista

      A partir da década de 1930 surgiram grupos de cunho mais conservador e fundamentalista, como a Igreja Batista Conservadora fundada em Bagé – RS, a Igreja Batista Bíblica que organizou a Comunhão Batista Bíblica Nacional (CBBN) desde 1973, com cerca de uma centena de Igrejas e Congregações, a Igreja Batista Fundamentalista e a Igreja Batista Regular. Existem também dezenas de Igrejas Batistas sem filiação, tais como a Igreja Batista da Floresta (MG), Filadélfia (RJ) Calvário em Niterói (RJ), todas de orientação pentecostal.

      Existem Igrejas batistas que se proclamam também calvinistas, e são filiadas às diversas convenções ou simplesmente, independentes. No Brasil, há uma comunhão cujo objetivo é estreitar laços de comunhão entre os seus membros, em geral filiados à igrejas batistas reformadas: trata-se da Comunhão Reformada Batista no Brasil

      Existe ainda a Igreja Batista do Sétimo Dia, cuja diferença em relação aos outros batistas está na guarda do SÀBADO.

      http://pt.wikipedia.org/wiki/Igreja_Batista

      Nós, Batistas do Sétimo Dia, somos um povo que vem de longe, de muitas perseguições, de muitas lutas, mas construindo uma bela história de fé, de doutrina e de princípios

      Nós cremos que o SÁBADO sagrado da Bíblia, o sétimo dia da semana, é tempo sagrado, um dom de Deus para todas as pessoas, instituído na criação, afirmado nos dez mandamentos e reafirmado no ensino e exemplo de Jesus e dos apóstolos.

      http://www.cbsdb.com.br/

      Com o nome de Batista existimos desde 1612, quando Thomas Helwys de volta da Holanda, onde se refugiara da perseguição do Rei James I da Inglaterra, organizou com os que voltaram com ele, uma igreja em Spitalfields arredores de Londres.
      Thomas Helwys, que era advogado e estudioso da Bíblia, ao escrever um livro intitulado ” Uma Breve Declaração Sobre o Mistério da Iniquidade”, foi preso e morreu na prisão, em 1615.

      http://www.batistas.org.br/

      Hoje em dia, contam-se mais de vinte ramos batistas, que em 1905 se uniram de maneira um tanto vaga na Liga Batista Mundial.

      São, entre outros:

      – os batistas calvinistas
      – os batistas congregacionalistas
      – os batistas primitivos
      – os batistas do livre pensamento
      – os batistas dos seis princípios (porque aceitam como único fundamento dá fé e da vida cristã os seis pontos mencionados em Hebr 6, 1-2: arrependimento, fé, batismo, imposição das mãos, ressurreição dos mortos, juízo eterno)
      – os batistas tunkers
      – os batistas campbellitas
      – os batizantes a si mesmos
      – os batistas abertos
      – os batistas fechados
      – os batistas do sétimo dia (que observam o sábado e não o domingo), etc.

      Esta é a versão mais aceita pelos próprios batistas (maioria).
      Portanto, alguns batistas e pentecostais descendentes (como a assembéia de deus) desconhecem as suas próprias origens. a raiz deles, como em todas as igrejas protestantes, é lutero e suas idéias.

      Finalizando:

      São hereges tanto na primeira como na segunda hipótese.

      Dominus Iesus !

      Vanderley

      http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=30891250&tid=5251886258770285321&kw=

      Cai a farsa

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s