Caiafarsa

Desmascarando o protestantismo

Ano 370 – Começa a veneração dos santos


A MENTIRA E ONDE SE ENCONTRA ENTRE OUTRAS:

”Ano 370 – Começa a veneração por pessoas cristãs que já morreram ou foram martirizadas. Culto dos santos, professado por Basílio de Cesaréia e Gregório”.http://murillorebelato.multiply.com/journal/item/1

A VERDADE DOCUMENTAL:

Pura calúnia protstante!
Revelemos o comentário do ano 160 D.C., que os cristãos de Esmirna fazem por causa da ignorância que os judeus tinham sobre a diferença da adoração que os cristãos prestavam somente a Nosso Senhor Jesus Cristo e a veneração prestada aos Santos. Semelhantes a nós católicos dos últimos séculos, os católicos do passado escreveram:

“Ignoravam eles que não poderíamos jamais abandonar Cristo, que sofreu pela salvação de todos aqueles que são salvos no mundo, como inocente em favor dos pecadores, nem prestamos culto a outro. Nós o adoramos porque é o Filho de Deus. Quanto aos mártires, nós os amamos justamente como discípulos e imitadores do Senhor, por causa da incomparável devoção que tinham para com seu rei e mestre. Pudéssemos nós também ser seus companheiros e condiscípulos!” (Martírio de Policarpo 17:2 +- 160 D.C).

E aqui vemos importantíssima prova da fé primitiva, e testemunho do costume que a Igreja tinha em guardar uma data, para celebrar a memória dos Santos, como Ela faz até hoje:

“Vendo a rixa suscitada pelos judeus, o centurião colocou o corpo no meio e o fez queimar, como era costume. Desse modo, pudemos mais tarde recolher seus ossos [de Policarpo], mais preciosos do que pedras preciosas e mais valiosos do que o ouro, para colocá-lo em lugar conveniente. Quando possível, é aí que o Senhor nos permitirá reunir-nos, na alegria e contentamento, para celebrar o aniversário de seu martírio, em memória daqueles que combateram antes de nós, e para exercitar e preparar aqueles que deverão combater no futuro.” (Martírio de Policarpo 18 +- 160 D.C)


Vejamos agora, o que na verdade professava os cristãos antes do forjado ano 370, em relação à doutrina da intercessão dos santos:

“O Pontífice não é o único a se unir aos orantes. Os anjos e as almas dos juntos também se unem a eles na oração” (Orígenes, 185-254 d.C. Da Oração).

“Se um de nós partir primeiro deste mundo, não cessem as nossa orações pelos irmãos” (Cipriano de Cartago, 200-258 d.C. Epístola 57)

“Aos que fizeram tudo o que tiveram ao seu alcance para permanecer fiéis, não lhes faltará, nem a guarda dos anjos nem a proteção dos santos”. (Santo Hilário de Poitiers, 310-367 d.C).

“Comemoramos os que adormeceram no Senhor antes de nós: patriarcas, profetas, Apóstolos e mártires, para que Deus, por suas intercessões e orações, se digne receber as nossas.” (São Cirilo de Jerusalém, 315-386 d.C. Catequeses Mistagógicas).

Em seguida (na Oração Eucarística), mencionamos os que já partiram: primeiro os patricarcas, profetas, apóstolos e mártires, para que Deus, em virtude de suas preces e intercessões, receba nossa oração” (São Cirilo de Jerusalém, 315-386 d.C. Catequeses Mistagógicas).

“Se os Apóstolos e mártires, enquanto estavam em sua carne mortal, e ainda necessitados de cuidar de si, ainda podiam orar pelos outros, muito mais agora que já receberam a coroa de suas vitórias e triunfos. Moisés, um só homem, alcançou de Deus o perdão para 600 mil homens armados; e Estevão, para seus perseguidores. Serão menos poderosos agora que reinam com Cristo? São Paulo diz que com suas orações salvara a vida de 276 homens, que seguiam com ele no navio [naufrágio na ilha de Malta]. E depois de sua morte, cessará sua boca e não pronunciará uma só palavra em favor daqueles que no mundo, por seu intermédio, creram no Evangelho?” (São Jerônimo, 340-420 d.C, Adv. Vigil. 6).


Fonte consultada: (Prof. Alessandro Lima)

Cai a farsa.

CONHECA MAIS SOBRE A INTERCESSAO DOS SANTOS:

Citem sempre isso para anular o blefe dos protestantes que atacam a Intercessão:

Intercessão

(Jó 33),

23.       ”Se comparecer junto dele um anjo, um intérprete entre milhares, para anunciar ao ser humano o
que convém,

24.       para dele ter compaixão e dizer a Deus: ‘Livra-o, para que não desça à cova, pois achei
motivo para ser-lhe propício. ’       

25.       Então seu corpo recobrará a seiva juvenil, e ele voltará aos dias da sua mocidade.     

26.       Suplicará a Deus, e Deus lhe será propício; e verá com alegria a sua face, a face de quem
ao ser humano faz justiça.           

27.       Então cantará, diante de todos, dizendo: Eu tinha pecado, violei a justiça, mas não
fui submetido ao castigo. 

28.       Ele me livrou do caminho da cova para que, vivendo, pudesse ver a luz!”

 

Com isso provamos que a ignorância protestante é mortal

https://caiafarsa.wordpress.com/intercessao-dos-santos/

Written by caiafarsa

agosto 4, 2008 às 3:03 am

%d blogueiros gostam disto: