Caiafarsa

Just another WordPress.com weblog

O PAPA QUEIMOU TYNDALE ERUDITO TRADUTOR DA BÍBLIA

A MENTIRA:

- “… Conforme este Cânon, a heresia diz respeito às pessoas que tenham sido batizadas. Contudo, muitos católicos foram batizados na infância, quando ainda não podiam optar sobre o assunto. A Lei também não esclarece se isto se aplica somente aos católicos batizados, de modo que pode ser interpretada como aplicável também às pessoas batizadas no Protestantismo. Durante a Reforma Protestante, as pessoas nascidas e criadas no Protestantismo eram mortas como “hereges”. Tendo começado em cerca de 1080, houve muitos casos em que eruditos quiseram traduzir a Bíblia na língua do povo comum, contudo isso foi proibido pelos papas, pelos concílios da Igreja e pelos bispos individuais (Nota 3 – Paul Johnson obra já mencionada, p. 273). William Tyndale foi queimado como herege por ter traduzido a Bíblia para o Inglês…”

ONDE SE ENCONTRA ESTA MENTIRA:

http://www.verdadeonline.net/catolicismo.doc

DEMONSTRAÇÃO/DOCUMENTAÇÃO:

Tanto esta publicação como todas as publicações em sites protestantes não deixam claro quem foi que executou Tyndale. O máximo que encontrei foram as últimas palavras de Tyndale:“Senhor, abre os olhos do Rei da Inglaterra!

Ver: http://solascriptura-tt.org/PessoasNosSeculos/WTyndalePaiBibliaInglesa-Mary.htm

QUE NOS dá uma pista apontando-nos VELADAMENTE uma Igreja protestante cujo chefe era o rei da Inglaterra, Henrique VIII.

Com efeito, isto se confirma pelas palavras constantes da Enciclopédia Tio Sam:

“William Tyndale (nascido provavelmente a 1484 – falecido a 6 de Outubro de 1536) foi um pastor protestante e um acadêmico inglês que traduziu a Bíblia para uma versão inicial do moderno inglês. Apesar de numerosas traduções para inglês, parciais ou completas, terem sido feitas a partir do século VII, a Bíblia de Tyndale foi a primeira a beneficiar da imprensa, o que permitiu uma ampla distribuição.

Tyndale estudou as escrituras e começou a defender as teses da Reforma Protestante, muitas das quais eram consideradas heréticas, primeiro pela Igreja Católica e depois pela própria Igreja Anglicana. As traduções de Tyndale foram banidas pelas autoridades e o próprio Tyndale foi queimado na fogueira em 1536 em Vilvoorden (10 kms a nordeste de Bruxelas), Bélgica, sob a instigação de agentes de Henrique VIII e a Igreja Anglicana. Suas últimas palavras foram, “Senhor, abre os olhos ao rei da Inglaterra”.

E Documento ainda, meu caro Oswaldo:O clero nada teve a ver com a morte de Tyndale.

Quem queimou o falsário Tyndale foi um decreto do imperador em Augsburg.

O rei Henrique VIII já havia condenado em 1531 a “bíblia” de Tyndale como uma corrupção da Escritura. Nas palavras dos conselheiros do rei: “a tradução da Escritura corrompida por Tyndale deveria ser totalmente expelida, rejeitada e deveria ficar fora das mãos das pessoas…”.

São Thomas More, que viveu naquele tempo comentou que, procurar erros na “bíblia” de Tyndale era semelhante a procurar água no mar. (Henry G. Graham, Where We Got The Bible (TAN Books, 1977) pp. 128,130).

Para se pensar, que as “bíblias” protestantes de Wycliffe ou Tyndale fossem tão boas, por que os protestantes hoje não as usam como fazem com a King James?

Fim da farsa.

Written by caiafarsa

julho 28, 2007 às 6:52 am

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 161 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: