Caiafarsa

Just another WordPress.com weblog

O DECLÍNIO DO PAPADO

leave a comment »

O DECLÍNIO DO PAPADO

 

A MENTIRA:

20 – O Declínio do Papado

O PAPADO FOI PODER MUNDIAL, dominou vastos territórios, submeteu reis, recolheu impostos, teve exércitos armados e destruiu seus opositores! – Declaravam que “Tinham poderes para revogar leis, mudar os tempos e MUDAR OS PRECEITOS DE CRISTO!”- Podemos, diziam, fazer com que o errado seja certo! (Ver Decretal da Transl. Episc.)

Mas depois do século XIII o papado começou a declinar tanto que nos fins do século XVIII só lhes restava o Vaticano!

VEJA OS LANCES DESSA QUEDA:

1º – No ano 869 a Igreja Ortodoxa emancipou-se de Roma, anos depois criticou a “Infabilidade como blasfêmia que coroou o Papado!”

2º – O Papa Bonifácio VIII, ano 1924, redigiu a bula “Unam Sanctam” que prescrevia: “Toda a criatura para se salvar deve submeter-se ao Pontífice Romano”- Como a Igreja havia os massacrado os Cristãos não Católicos na França em 1229 e continuavam com perseguições religiosas, o Rei Felipe o Belo, em parte por vingança, humilhou o papado até o pó! – Removidos para Avinhão, tornaram-se meros instrumentos da corte francesa por 70 anos!

3º – Os papas foram verberados por cristãos iminentes:

Adriano IV, anos 1154-59, mandou enforcar Arnaldo de Brécia por “tornar público os latifúndios da Igreja!”

João Huss, anos 1369-1415 foi queimado vivo por pregar contra o culto às imagens e mostrar que na Bíblia não havia purgatório!

O papa Alexandre VI anos 1492-1503, mandou enforcar o grande orador sacro Savonaróla, por denunciar suas imoralidades e vícios.

Outros tomaram coragem como Petrarca, anos 1304-1374, que chamou o Vaticano de “Cloaca do Inferno!”

4º – Outra força que contribuiu para o declínio do papado foi a Renascença (Reavivamento cultural do século XIII). –

Surgiu a imprensa, a Bíblia foi editada, o povo instruiu-se e a “mente humana emancipou-se da influência clerical.”

 

5º – A Reforma vem no ano de 1517, ao troar a trombeta de Martin Lutero, vários países ergueram-se como gigantes que despertam! – Lutero relacionou a Bíblia com a Igreja dos papas e ficou perplexo! – Dizia ao papa: “Raciocinemos sobre isto!” e o papa respondia: “Submete-te senão morrerás queimado!” Depois de Lutero vieram Zwinglio, Calvino, Knox e outros que fortaleceram os cristãos perseguidos!
.
6º – A difusão da Bíblia, o aumento da cultura e as outras igrejas Cristãs, também contribuíram para o declínio do papado. Essas forças ensinaram o catolicismo a conviver com certas conquistas sociais como liberdade de consciência, democracia, direitos humanos, etc.
.
7º – Em 1870 Victor Emanuelli fez um plebiscito para anexar Roma à Itália. A votação foi de 133.648 votos a favor e 1.507 contra. – Perdendo para a Itália, o papado sofreu tremenda humilhação, além de tornarem-se súditos do governo italiano! – Essa derrota foi nos dias de Pio IX.
.
8º – O SENADO DA ITÁLIA acaba de aprovar uma lei na qual o Catolicismo deixa de ser religião nacional, estabelece igualdade de Culto, separação entre a Igreja e o Estado, Roma não é mais “Cidade Sagrada”, e obriga o Vaticano a pagar impostos das propriedades que possue em Roma! É o declínio que se acentua! (Estado de S. Paulo, 25.01.84)
.
Com seus dogmas opostos ao Novo Testamento, impregnado de superstições e crendices, como consegue o Catolicismo sobreviver como instituição cristã?
.
Para isso fomentaram Casas de ensino, Casas de Caridade, tornaram-se políticos, partiram para a cultura e adotaram o sincretismo religioso! – Com esses expedientes fundiram-se na sociedade, conseguindo disfarçar sua falência como Igreja Cristã.
.
ONDE SE ENCONTRA:
.
As Raízes Malignas do Catolicismo – Parte 2
http://www.jesussite.com.br/acervoprint.asp?Id=200

 

A VERDADE DOCUMENTAL:
.
20 – O Declínio do Papado
.
O PAPADO FOI PODER MUNDIAL, dominou vastos territórios, submeteu reis, recolheu impostos, teve exércitos armados e destruiu seus opositores! – Declaravam que “Tinham poderes para revogar leis, mudar os tempos e MUDAR OS PRECEITOS DE CRISTO!”- Podemos, diziam, fazer com que o errado seja certo! (Ver Decretal da Transl. Episc.)
.
Mas depois do século XIII o papado começou a declinar tanto que nos fins do século XVIII só lhes restava o Vaticano!
.
A questão acima já foi refutada por nosso amigo Oswaldo no artigo:
PAPAS – PODERES PARA REVOGAR PRECEITOS DE CRISTO:

 

http://caiafarsa.wordpress.com/papas-poderes-para-rebogar-preceitos-de-cristo/
.
ENTÃO CONTINUAREMOS COM OS OUTROS ITENS:
.
- No ano 869 a Igreja Ortodoxa emancipou-se de Roma, anos depois criticou a “Infabilidade como blasfêmia que coroou o Papado!”
.
Impressiono-me ao ver que os protestantes, não se preocupam em ao menos verificar se suas acusações têm base histórica, e outros ainda, copiam qualquer artigo e colam em seus sites sem verificar a veracidade das informações.
.
As acusações protestantes possuem erros históricos grotescos.
Primeiramente a Igreja Ortodoxa não “emancipou-se de Roma” em 869. O Cisma do Oriente ocorreu apenas em 1054. Em 869 iniciou o Concílio de Constantinopla IV que excomungou Photius, pois este tomou para si, de forma ilegítima o título de Patriarca também foi condenado o ilegítimo concílio presidido por ele. Com esta anátema contra Photius as relações entre a Igreja Católica e a oriental (ambas a mesma) ficaram abaladas, mas não houve um cisma formal que só viria ocorrer em 1054.
.
Mais informações sobre Photius:

 http://www.newadvent.org/cathen/12043b.htm
Cisma do oriente:

 http://www.brasilescola.com/historiag/imperio-bizantino.htm

O Papa Bonifácio VIII, ano 1924, redigiu a bula “Unam Sanctam” que prescrevia: “Toda a criatura para se salvar deve submeter-se ao Pontífice Romano”- Como a Igreja havia os massacrado os Cristãos não Católicos na França em 1229 e continuavam com perseguições religiosas, o Rei Felipe o Belo, em parte por vingança, humilhou o papado até o pó! – Removidos para Avinhão, tornaram-se meros instrumentos da corte francesa por 70 anos!

Com relação ao segundo item eu prefiro acreditar que foi um erro de digitação, pois afirma que o Papa Bonifácio foi papa em 1924 quando na verdade foi em 1294 e este redigiu a Bula Unam Sanctam em 18 de Novembro de 1302. Será que os protestantes não lêem seus textos antes de publicar?

Os farsantes ainda afirmam que a Igreja em 1229 massacrou “Cristão não católicos”, ora tal afirmação é completamente fantasiosa, pois neste período não houve a condenação de nenhum Cristão, as únicas condenações proferidas foram contra os hereges Cátaros, Albigenses e Valdenses e estes eram hereges e não Cristãos. Agora pergunto: Porque consideram estes hereges como Cristãos não católicos? Será que os protestantes apóiam as heresias por eles propagadas? Vejamos uma das heresias por eles defendidas:

Os Cátaros (Albigenses e Valdenses) desprezavam a vida por crerem que a matéria (carne) é má e repudiavam a mulher por dar à luz a mais uma matéria má no mundo.

Portanto, será que os criadores do artigo sabiam que os supostos “Cristãos não Católicos” defendiam heresias como esta? Será que estão de acordo?

Com relação ao cativeiro de Avinhão a questão é muito mais complexa do que os protestantes afirmam, mais em resumo a disputa do Papa com Felipe IV se deu principalmente porque o papa Bonifácio VIII (1294-1303) reafirmava a supremacia universal do papa , pretendendo limitar o poder do rei francês.

 

- Os papas foram verberados por cristãos iminentes:
.
Adriano IV, anos 1154-59, mandou enforcar Arnaldo de Brécia por “tornar público os latifúndios da Igreja!”
.
Arnaldo de Brécia foi condenado por ser um defensor das idéias do herege Pedro Abelardo. Arnaldo liderou um movimento popular radical e em 1446 e investiu contra o papa o que resultou em sua condenação.
.
João Huss, anos 1369-1415 foi queimado vivo por pregar contra o culto às imagens e mostrar que na Bíblia não havia purgatório!
.
Fantasiosa essa acusação primeiro pelo fato da Igreja não cultuar imagens e segundo porque Huss foi condenado por ser um defensor das idéias do herege John Wyclif, e este tinha influência da heresia Cátara. Começou atacando as riquezas e logo passou a questionar a autoridade da Igreja e a atacar os sacramentos. Foi condenado no Concílio de Constança por suas heresias.
.
Mais sobre João huss:

http://www.newadvent.org/cathen/07584b.htm
.
O papa Alexandre VI anos 1492-1503, mandou enforcar o grande orador sacro Savonaróla, por denunciar suas imoralidades e vícios.
.
Jerônimo Savonarola tinha uma estreita relação com Carlos VIII com quem Alexandre VI tinha grandes conflitos, de fato essa relação de Savonarola com o Rei Francês aumentou ainda mais a aversão do Papa a Savonarola. Em seus sermões Savonarola atacava duramente a sociedade Italiana e a família Bórgia (Família de Alexandre VI). O Papa chamou o Frei Jerônimo diversas vezes para prestar satisfação, mas este não compareceu alegando problemas de saúde. Ao ver que Jerônimo Savonarola continuava com seus sermões cada vez mais duros o Papa o excomungou e depois este foi executado. Mas afinal ele era ou não era um herege?

Jerônimo Savonarola era adepto do Melenarismo e tinha idéias apocalípticas, mas de fato não sabemos se Savonarola era um herege merecedor de tal condenação ou se foi uma vítima da perseguição de Alexandre VI. Pois é fato que Alexandre VI teve um reinado repleto de libertinagem, mas ocorre que isso não ilegítima o papado ou fere a infalibilidade, pois mesmo homens corruptos como Alexandre VI nunca pronunciaram na ex- cathedra contrário ao magistério da Igreja. A ele foi concedido o dom da Infalibilidade e não da impecabilidade.
.
Mais sobre Jerônimo Savonarola em:

http://www.newadvent.org/cathen/13490a.htm
http://www.veritatis.com.br/article/5149
.
Outros tomaram coragem como Petrarca, anos 1304-1374, que chamou o Vaticano de “Cloaca do Inferno!”
.
Francesco Petrarca foi um grande pensador e tido como “pai do humanismo” um precursor da renascença, em seus escritos nota-se a influência de algumas heresias como a gnose e a heresia dos Fraticelli. De fato ele foi um adversário da Igreja. Em seu soneto In Vita di Madonna Laura, este mostra totalmente sua personalidade anti-católica.
.
Mais sobre Petrarca:

http://www.brasilescola.com/biografia/petrarca.htm
.
Então vemos que o único dos citados pelos protestantes que pode até ser chamado de “Cristão eminente” seria Jerônimo Savonarola, pelo fato de não sabermos se sua condenação foi merecida ou se foi vítima do Papa Alexandre VI que foi um homem criminoso.
Vale ressaltar novamente que a eles (papas) foi concedido a infalibilidade e não a Impecabilidade.

 

Outra força que contribuiu para o declínio do papado foi a Renascença (Reavivamento cultural do século XIII). – Surgiu à imprensa, a Bíblia foi editada, o povo instruiu-se e a “mente humana emancipou-se da influência clerical.”

Reavivamento cultural?

“A Idade Média morreu, porque tinha vida, e a deu junto com seu perfume. Mas a Renascença foi a morte. E ela só nos deixou o odor da putrefação da humanidade no egoísmo e no ódio. E do egoísmo e do ódio nasceram as guerras de todo tipo. E, das guerras, a putrefação de uma civilização”. (Comentário de Orlando Fedeli- Artigo Rosas)

Surgiu à imprensa, a Bíblia foi editada…

Como assim editada? Então antes não havia bíblias? E qual bíblia a Igreja usava? E qual era a bíblia que os Santos Doutores usaram? O fato aqui não é a edição da bíblia, mas a forma que o protestante cita, como se antes não houvesse bíblia ou como se fosse proibido tê-la.
Antes do surgimento da impressa as pessoas não tinham bíblias “particulares” devido à grande maioria não ser alfabetizada e devido à dificuldade de ser editada, pois esta era escrita manualmente.

o povo instruiu-se e a “mente humana emancipou-se da influência clerical.”

E as conseqüências nós vemos na sociedade moderna, já não existe mais valores éticos e morais vivemos em uma época onde tudo é permitido e estas “trevas” em que vivemos é conseqüência dessa mentalidade surgida no movimento renascentista.

Interessante ver que os protestantes consideram a renascença como um renascimento cultural e mais interessante é que o próprio Savonarola que eles citaram como um Cristão eminente atacava veemente o movimento renascentista. Primeiro eles chamam hereges como os Cátaros de Cristãos, depois apóiam homens como Petrarca e por último vêem a Renascença como uma salvação. Já viram algo mais lamentável? Na fúria de atacar a Igreja de qualquer forma eles nem percebem que apóiam heresias e homens que nunca foram Cristãos de verdade.

 

A Reforma vem no ano de 1517, ao troar a trombeta de Martin Lutero, vários países ergueram-se como gigantes que despertam! – Lutero relacionou a Bíblia com a Igreja dos papas e ficou perplexo! – Dizia ao papa: “Raciocinemos sobre isto!” e o papa respondia: “Submete-te senão morrerás queimado!” Depois de Lutero vieram Zwinglio, Calvino, Knox e outros que fortaleceram os cristãos perseguidos!

- A difusão da Bíblia, o aumento da cultura e as outras igrejas Cristãs, também contribuíram para o declínio do papado. Essas forças ensinaram o catolicismo a conviver com certas conquistas sociais como liberdade de consciência, democracia, direitos humanos, etc.

Responderei as duas acusações com as palavras do próprio Lutero arrependido pelo caos que criou:

“Se o mundo durar mais tempo, será necessário receber de novo os decretos dos concílios a fim de conservar a unidade da fé contra as diversas interpretações da Escritura que por aí correm.” (Carta de Lutero à Zwinglio In Bougard, Le Christianisme et les temps presents, tomo IV (7), p. 289).

Depois de Lutero vieram Zwinglio, Calvino, Knox e outros que fortaleceram os cristãos perseguidos!

E depois vieram zwinglio, , Knox, Zwickau, Menno Simons, Henrique VIII, João Calvino, John Greenwood, John Smith, George Fox, Richard Blount, John Wesley, Willian Miller, Joseph Smith, Willian Booth, Charles T.Russel, Charles Parham, Othoniel C. Mota, Luís Francescon, D.Berg/G.Vingren, Aimée McPherson, Carlos D.Costa, Manoel de Mello, David Miranda, Edir Macedo e etc.

Vejamos alguns resultados disso:

•Adventistas: Adventistas da Era Vindoura, Adventistas do Sétimo Dia, Adventistas Evangélicos, Cristãos Adventistas, Igreja de Deus, União da Vida e do Advento, etc.

 

•Batistas: Batistas Abertos, Batistas das Duas Sementes no Espírito, Batistas das Novas Luzes, Batistas das Velhas Luzes, Batistas do Livre Arbítrio, Batistas do Sétimo Dia, Batistas dos Seis Princípios, Batistas Fechados, Batistas Primitivos, Batistas Reformados, Velhos Batistas, etc.

•Pentecostais:Cruzada da Nova Vida, Cruzada Nacional de Evangelização, Igreja Cristo Pentecostal da Bíblia, Igreja da Restauração, Igreja Jesus Nazareno, Reavivamento Bíblico, Tabernáculo Evangélico de Jesus (Casa da Bênção), etc.

Fortaleceram os cristãos perseguidos? Ou passaram a perseguir os verdadeiros Cristãos?

O protestante Teodoro Bessa, em 1554, pediu o uso da força pública contra os católicos pelo simples ódio a Igreja.

Na verdade os protestante guerreavam entre si…
Lutero foi responsável pela morte de aproximadamente 30.000 camponeses, grande parte era protestantes anabatistas

A difusão da Bíblia, o aumento da cultura e as outras igrejas Cristãs, também contribuíram para o declínio do papado.

Contribuiu para o declínio do papado? O Papado permaneceu o mesmo, a Igreja Católica permaneceu a mesma, a fé Católica permaneceu una. O único declínio que houve foi o da sociedade.
Ao contrario dos ensinamentos dos Apóstolos (Efésios IV,5) ”…há uma só fé…” dividiram-na em mais de 60.000 diferente cada um interpretando a bíblia de uma forma diferente e todas alegando a inspiração do espírito santo. Cristo espiraria tal caos?

 

Essas forças ensinaram o catolicismo a conviver com certas conquistas sociais como liberdade de consciência, democracia, direitos humanos, etc.
.
Era única coisa que ainda não tinham inventado que dizer que a Igreja proibia os outros de pensar? Agora faltou falar que a Igreja era contra a ciência. Ora nesse período tivemos grandes pensadores como Nicolau Copérnico que era Sacerdote da Igreja Católica. Também devemos lembrar que a Igreja que foi quem fundou as universidades e do trabalho que os mosteiros e ordens faziam. Como podemos esquecer o trabalho de São Francisco de Assis ? Ora a Igreja sempre foi prercusora nos direitos humanos e na ciência. E com relação a democracia a sociedade atual mostra que ela não fez tanto bem assim para a sociedade.
.
Sobre Copérnico:
http://www.fortunecity.com/tatooine/servalan/272/copernico.htm

 

- Em 1870 Victor Emanuelli fez um plebiscito para anexar Roma à Itália. A votação foi de 133.648 votos a favor e 1.507 contra. – Perdendo para a Itália, o papado sofreu tremenda humilhação, além de tornarem-se súditos do governo italiano! – Essa derrota foi nos dias de Pio IX.

Primeiro Roma não foi anexada por um plebiscito antes do plebiscito ela já tinha sido invadida pelas tropas Italianas em 1870. Vejamos os fatos históricos deste período:

O processo de unificação da Itália teve início com o Rei Carlos Alberto em 1848 após sua morte ele deixou o trono a seu filho Vitor Emanuel II.
Em 1852, o ministro Cavour, do Piemonte, tomou a seu cargo a unificação. Ele teve que enfrentar várias revoltas populares e a influência Austríaca. Mas com o apoio da burguesia do norte da Itália o processo de unificação passou a ter mais sustentação. Os Italianos conseguiram o apoio do rei francês Napoleão III e em 1859 começou a guerra contra a Áustria.
Mas, Napoleão III teve que enfrentar a reação da Prússia e a reação dos católicos franceses, temendo ainda a deflagração dos ideais socialistas e republicanos dos Italianos o rei francês retirou seu apoio. Após esses acontecimentos Camilo di Cavour já tinha conseguido dominar grande parte do norte italiano e ao sul Giuseppe Garibaldi liderou os “camisas vermelhas” contra as monarquias sulistas. Para não enfraquecer o movimento de unificação, Garibaldi decidiu abandonar o movimento por não concordar com as idéias defendidas pelos representantes do norte.
Desta forma os monarquistas do norte controlaram a unificação italiana e Vitor Emanuel II delcarou-se rei. Para completar a unificação faltava apenas Veneza e os estado Papais.

 

Veneza foi anexada por um plebiscito e em 1870 estourou a guerra Guerra Franco-Prussiana a Itália se aliou a Prússia com isso as tropas Francesas que protegia Roma foram retiradas para combater os Prussianos, os italianos aproveitando a “brecha” invadiram Roma em 1870.
Em 1871 o Imperador Vitor Emanuel ofereceu o Estado do Vaticano a Pio IX. O papa recusou e declarou-se prisioneiro voluntário do Estado Italiano.

O autor protestante afirma que o papado tornou-se súdito do governo Italiano então para deixar claro repitirei a última frase: O papa recusou e declarou-se prisioneiro voluntário do Estado Italiano.
.
Mais informações sobre este período:
http://www.newadvent.org/cathen/12134b.htm
http://www.culturabrasil.pro.br/unificacao.htm
.
- O SENADO DA ITÁLIA acaba de aprovar uma lei na qual o Catolicismo deixa de ser religião nacional, estabelece igualdade de Culto, separação entre a Igreja e o Estado, Roma não é mais “Cidade Sagrada”, e obriga o Vaticano a pagar impostos das propriedades que possue em Roma! É o declínio que se acentua! (Estado de S. Paulo, 25.01.84)
.
Esqueceram de dizer que o vaticano permaneceu como estado soberano e que mesmo o Catolicismo não sendo a religião oficial a religião Católica é a predominante no País. E esqueceu também de informar que o presidente na época era o ateu Sandro Pertini membro do Partido Socialista Italiano, e todos nos sabemos a posição dos socialistas com relação à Igreja. Devemos lembrar também que as medidas adotadas pelo governo Italiano também afetou as outras religiões existente na Itália.

 

Com seus dogmas opostos ao Novo Testamento, impregnado de superstições e crendices, como consegue o Catolicismo sobreviver como instituição cristã?

O Catolicismo não é apenas uma instituição Cristã o Catolicismo é a religião Cristã.
Como a Igreja sobrevive? Sobrevive graças à promessa de Cristo que as portas do inferno não prevalecerão sobre ela.
Os únicos dogmas opostos a Bíblia é o Sola Fide, Sola Gratia e Sola Escriptura e estes foram criados pela rebeldia protestante.

Para isso fomentaram Casas de ensino, Casas de Caridade, tornaram-se políticos, partiram para a cultura e adotaram o sincretismo religioso! – Com esses expedientes fundiram-se na sociedade, conseguindo disfarçar sua falência como Igreja Cristã.

Primeiro segundo a lógica do texto então depois do “golpe fulminante” aplicado pelo Senado da Itália então a igreja teve que criar Casas de ensino, Casas de Caridade partir para política tudo isso para se unir a sociedade…
Nunca vi tanta ignorância em um único texto. Como disse acima a Igreja foi precursora na Criação de Colégios, Universidades, Casas de Caridade e etc. Tudo isso ela já havia criado antes da rebelião de Lutero.

Sincretismo religioso?

Se a Igreja adotou essa medida então porque não citaram o documento comprovando tal afirmação. Ora a Igreja permaneceu da mesma forma com seu magistério infalível, sendo a única Igreja fundada diretamente por Cristo na qual fora não há salvação.

 

…conseguindo disfarçar sua falência como Igreja Cristã.

Analisem a lógica protestante: Se eles consideram que a Igreja Católica faliu como Igreja Cristã então isso que dizer que eles admitem pelo menos em algum momento da história para eles a Igreja Católica foi uma Igreja autenticamente cristã. Talvez no primeiro século. Mas é neste ponto que a lógica protestante contradiz o protestantismo, pois se a Igreja Católica foi a Igreja Cristã existente em algum momento da história antes da reforma protestante, e esta faliu, conclui-se que Jesus é um mentiroso já que as portas do inferno a venceu, e este deixou seu povo abandonado até 1517 quando Lutero teria trago à “luz” ao mundo. Da pra acreditar em algo assim?

Dizer que o Papado entrou em declínio é uma grande mentira, pois este continua sendo sucessor de Pedro, continua sendo o líder na terra da única Igreja de Cristo,com a mesma autoridade e infalibilidade dos primeiros séculos. A única mudança considerável foi à separação da Igreja e do Estado, mas de forma alguma isso causou o declínio do Papado pelo contrário o que houve foi um declínio da sociedade.
Os protestantes acusam, mas a história refuta!

Por Jefferson Nóbrega
Sancte Michael Archangele, Defende nos in praelio
Ut inimicos Santae Ecclessiae humiliari digneris, te rogamus, audi nos!

 

CAI A FARSA.

 

Written by caiafarsa

janeiro 3, 2011 at 6:14 am

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 179 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: