Caiafarsa

Just another WordPress.com weblog

MARIA MÃE DE DEUS – 400-é considerada Mãe de Deus

A MENTIRA: 400 – Maria passa a ser considerada “Mãe de Deus”

http://paginas.terra.com.br/educacao/histigreja/sec4principal.htm

400 – Maria passa a ser considerada “Mãe de Deus”

http://www.estudos-biblicos.com/apocalipse.html

401- ano em que Maria foi proclamada a MÃE DE DEUS

http://www.cristaos.com/pages/origem.htmL

CONSIDERAÇÕES LÓGICAS

Claro que os evangélicos sabem que estão mentindo ao considerar que uma verdade passa a existir a partir de sua definição por parte da Igreja dando a entender que antes da data de sua proclamação tal fato era desconhecido por todos os cristãos. O que querem dizer com isto que a declaração da Igreja não passa de mera invenção. O próprio Evangelho a chama mãe de Jesus que é Deus:

SÃO LUCAS: “Donde a mim esta dita de que a MÃE DE MEU SENHOR venha ter comigo?” (Luc. 1, 43).

E nas escrituras do antigo testamento também trazem esta confirmação de que o  filho da virgem seria chamado pelo nome de DEUS conosco:

“Por isso, o próprio Senhor vos dará um sinal: uma virgem conceberá e dará à luz um filho, e o chamará Deus Conosco” . (Is 7,14)

TESTEMUNHO ARQUEOLÓGICO

Em 1917 a Biblioteca John Ryland, de Manchester (Inglaterra) adquiriu no Egito um pequeno fragmento de papiro de 18 x 9,4 cm (Ryl. III,470), cujo conteúdo foi identificado em 1939; é o texto de uma oração dirigida a Maria Santíssima invocada como Theotókos (=Mãe de Deus) no séc. III. Quando em 431 (séc. V) o Concílio de Éfeso proclamou Maria Theotókos, fez eco a uma tradição cujo primeiro termo conhecido remonta a Orígenes (243 dC).

“Sob a tua misericórdia nos refugiamos,
Mãe de Deus!Não deixes de considerar as nossas súplicas
em nossas dificuldades.Mas livra-nos do perigo,
única casta e bendita!”

“Sub tuum praesidium confugimus, sancta Dei Genetrix; nostras deprecationes ne despicias in necessitatibus, sed a periculis cunctis libera nos semper, Virgo gloriosa et benedicta”.

Já no século II era dirigido a Maria e foi objeto de definição conciliar em Éfeso em 431. O texto primitivo do qual derivam as diversas variações litúrgicas (copta, grega, ambrosiana e romana) é o seguinte:

“Sob a asa da vossa misericórdia nós nos refugiamos, Theotókos; não recuse os nossos pedidos na necessidade e salva-nos do perigo: somente pura, somente bendita”.

TESTEMUNHO DOS “PAIS DA IGREJA”

IRENEU- “A Virgem Maria… sendo obediente à sua palavra, recebeu do anjo a boa nova de que ela daria à luz Deus” (Santo Irineu, Bispo de Lion, Discípulo de Policarpo, 180 d.C. – Contra Heresias);

SANTO ALEXANDRE - “Jesus Cristo … teve um corpo gerado, não em aparência, mas verdadeiramente, derivado da Mãe de Deus” (Santo Alexandre, morto em 328 – antes do concílio de Éfeso de 431);

SANTO EFRÉM - “A obra prima da Sabedoria de Deus tornou-se a Mãe de Deus” Santo Efrém que viveu na Síria em 373 (antes do concílio de Éfeso).

E como costuma dizer o FERNANDO:

CAI A FARSA

====================================


Written by caiafarsa

agosto 1, 2007 at 5:36 am

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 186 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: