Caiafarsa

Just another WordPress.com weblog

EX-PADRE CHINIQUY

A MENTIRA :

.

“Charles Chiniquy- ex-sacerdote católico
(TESTEMUNHO)- Chiniquy foi um famoso sacerdote católico do Canadá. Nasceu em Kamouraska, Quebec, em 20 de Julho de 1809. Fundou a primeira sociedade de temperança do Canadá na sua cidade natal e conquistou assim o título de “Apóstolo da temperança do Canadá”. Por causa da sua habilidade e piedade foi-lhe confiado um grupo de franco-canadianos que se estabeleceram no Illinois”.

.

O LINK:

.

http://cacp.org.br/ex-padre2.htm


A VERDADE :

Quando o padre Chiniquy foi Ilinois (U.S.A.) já havia sido suspenso de ordens não por problemas doutrinários mas sim por má conduta.

“A propaganda protestante recorre a muitos meios -nem sempre lícitos e evangélicos – para denegrir a Igreja católica. Entre os diversos panfletos assim editados, está um intitulado “O Dom Inefável” de autoria do ex-padre Charles Chiniguy, do Canadá. É um livreto antigo que tem sido frequentemente reproduzido sem escrúpulos, repetindo as conhecidas objeções levantadas pelos protestantes especialmente com relação à veneração de Maria Santíssima.

O opúsculo não tem valor documentário. As censuras dirigidas à Igreja foram já muitas vezes refutadas. Como quer que seja, publicamos aqui uma notícia sobre o autor, notícia suficiente para desabonar o livreto. Os traços biográficos de Chiniguy são pouco honrosos, reconhecemo-lo, só os publicamos, porque se faz necessário dá-los a conhecer ao público a fim de esclarecer e dissipar mal-entendidos.

O Pe. Charles Chiniguy viveu na primeira metade do século passado como sacerdote da arquidiocese de Montreal (Canadá). Levava, porém, conduta de vida pouco moral; pelo que o respectivo arcebispo o suspendeu do uso de ordens. Chinguy então se transferiu para os EUA. Já que não se emendava, incorreu em nova suspensão. Tempos depois, dirigiu-se ao bispo de Chicago (EUA), pedindo-lhe o exercício do sacerdócio nesta diocese por algum tempo; o prelado, julgando que havia corrigido seu comportamento, admitiu o benignamente no clero de seu bispado.

Chiniguy, porém, continuava a sua vida escandalosa. Terminou então incorrendo em excomunhão.

Diante disso, o infeliz sacerdote anexou-se a uma denominação protestante, da qual foi expulso por desviar ilicitamente os fundos financeiros da igreja. Passou-se para outra corrente protestante, da qual também acabou sendo rechaçado pelo menos motivo… – Visto que, para a graça de Deus, tudo é possível, pode-se crer que ao menos na hora da morte se tenha arrependido sincera e definitivamente, salvando a sua alma.

Eis em breves traços o genuíno currículo de vida do “herói” apresentado pelo folheto protestante. Como se vê, o fundo do problema de Chiniguy não era doutrinário, mas moral (como muitas vezes acontece em casos congêneres). Foi o seu gênero de vida devassa que o levou a romper com a Igreja e a procurar em outra denominação religiosa uma cobertura para maus hábitos (coisa, aliás, que ele não conseguiu). Estes fatos tiram toda a autoridade às acusações que Chiniguy faz à Igreja católica em nome da Bíblia. Tais acusações são meros pretextos mal arquitetados. Na verdade, a Igreja nunca pensou nem pensa em admitir outro Mediador ao lado de Cristo Jesus.

Infelizmente o folheto “o Dom Inefável” tem conhecido numerosas edições nos últimos 60 ou 70 anos, iludindo muitos leitores desprevenidos. Dá a ver como a propaganda protestante pode tornar caráter sectário, caráter que certamente não condiz nem com as exigências primárias do espírito evangélico. Em favor de quem trabalham os que divulgam folhetos tais em favor de Cristo (a Verdade e a Vida) ou em prol de Satanás, o pai da mentira?

Dom Estevão Bettencourt, O. S. B.

Extraído da revista Pergunte e Responderemos – Nº 412 – Setembro de 1996.

OSWALDO

http://www.orkut.com/Main#CommMsgs?cmm=30891250&tid=2530033820997165129

Cai a farsa

Written by caiafarsa

julho 27, 2007 at 5:20 am

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 184 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: