Caiafarsa

Just another WordPress.com weblog

DESENVOLVIMENTO DOS PAÍSES PROTESTANTES

MENTIRA:

- “… Há duas civilizações bem definidas. – Esse assunto dispensa defesa por estar bem claro. – Temos a civilização chamada protestante de Bíblia aberta, governos estáveis, alfabetizada e desenvolvida, representada pela Alemanha, Escandinávia, Inglaterra, Escócia, Austrália, Canadá, Estados Unidos, Suíça, e outras, todas de maioria ou grande densidade protestante. A outra civilização, a católica romana, semi-analfabeta, com governos instáveis, orientadas pelo Vaticano, formada pela Espanha, Portugal, México, América Latina, com todos os problemas que conhecemos e a Itália onde floresce o maior partido Comunista fora da Rússia! – Nenhuma nação protestante até hoje foi tragada pelo comunismo enquanto as nações católicas são vulneráveis aos Totalitarismos. (F. NITTI, o Estado, 2-3-30).


ONDE SE ENCONTRA ESTA MENTIRA: -

http://paginas.terra.com.br/arte/epicuro/texto/catolicismo.htm

Os mentirosos( http://paginas.terra.com.br/arte/epicuro/texto/catolicismo.htm )

envergonhados, ao verem que foram apanhados na mentira, retiraram do artigo que haviam escrito

Mas a mesma mentira continua em outro link :

http://www.jesussite.com.br/acervo.asp?Id=199

A VERDADE/DOCUMENTAÇÃO: -

a) – A posição de Max Weber consiste em afirmar que para o calvinismo a riqueza é uma bem-aventurança e um sinal de predestinação. Essa crença teria levado os calvinistas a procurarem o sucesso comercial e influenciado a gênese do capitalismo.

Embora seja uma posição tremendamente simplista, há algo de verdadeiro nisso.

Ainda que se admitisse ser essa tese totalmente verdadeira, ela mostra apenas como para o calvinista a caridade é inútil, pois os pobres, além da miséria desta vida, já são predestinados ao inferno. Isso está bem de acordo com a mentalidade capitalista bruta, de só valorizar o lucro comercial.

b) – Quanto ao resultado histórico desse processo, o argumento é grosseiramente falso: o Brasil no período colonial era muito mais rico que os EUA. A França era a nação mais rica do mundo. Os países de forte influência colonial católica são todos hoje, senão ricos, pelo menos culturalmente avançados (Brasil, Argentina, México, Filipinas, etc.) enquanto muitos países de colonização protestante continuam na semi-barbárie (Nigéria, Botswana, Ruanda, etc.). Tome-se como exemplo a comparação entre o Equador e a Guiana Holandesa.

c) – Em alguns dos países protestantes que se tornaram ricos, é preciso não desconsiderar um fato importante: a grande riqueza desses países pode ser explicada também pelo fato de que os grandes banqueiros do mundo nos séculos XVI e XVII eram judeus, e seus bancos se situavam em Londres e Amsterdam. Nesses casos, a riqueza dos protestantes não é propriamente protestante, e sim judaica.

d) – De qualquer forma, ainda que se admitisse que o argumento da protestante fosse verdadeiro, o que ele provaria? Que o protestantismo é uma forma melhor de produzir dinheiro que o Catolicismo. Mas é esse o objetivo da religião? Esse espírito está de acordo com o Evangelho?

e) – Finalmente, indico-lhe uma referência bibliográfica: o Pe. Leonel Franca trata largamente do assunto, dando bons argumentos, em sua obra A Igreja, a Reforma e a Civilização, no capítulo “A grandeza econômica e política das nações”.

ALEMANHA FOI COLOCADA COMO PAÍS DE MAIORIA PROTESTANTE.

Tem razão, os protestantes são ali 0,6% superior à católica. Empate técnico. Mas se abusar, daqui a algum tempo será um pais de maioria atéia faltando apenas 8% para empatar com o protestantismo. Seria este o resultado a que almejava o capeta com a rebelião protestante?

OSWALDO

Digo ainda, meu caro Oswaldo, o autor da mentira acima é o desmascarado por mim, “pastor” Lauro Campos. Veja como foi fácil refutá-lo:

<< - A “outra civilização” católica, que o preconceituoso “pastor” chama de “semi-alfabetizada”, são as nações que não engoliram a corda humana de Lutero, e que não tiveram sua fé imposta por reis corruptos, que inventaram religiões que acatassem seus adultérios, como fez o protestante Henrique VIII. Esta “outra civilização” católica, não tão “semi-alfabetizada” como pensa o “pastor”, começa por muitos países “civilizados” que ele julgou que tinham maioria protestante, mas não têm, têm maioria católica, como o Canadá, Suíça, Austrália, (ver Enciclopédia), Itália, França, Espanha, Irlanda, Polônia, Bélgica, Tchecoslováquia, Portugal, etc. (todos do 1º Mundo) e todos os gigantes países emergentes, como: Brasil, México, América Latina e Central, com exceção da pobre Guiana protestante .

- Em seguida, ele citando “seção opinião” de (o Estado, 2-3-30), alega que: “Nenhuma nação protestante até hoje foi tragada pelo comunismo”. Veja que ele escreve, “até hoje”, e a fonte é dos anos 30. Pois bem, em 1939, o nazista Adolf Hitler matou os comunistas alemães, tragou a Alemanha, armou seu povo, exterminou grande parte do povo europeu e promoveu o maior massacre de judeus da história, causando a segunda Grande Guerra Mundial. Existe maior totalitarismo do que este, “pastor”? Ou não sabe que são os países protestantes os maiores produtores de armas de destruição em massa do planeta? Tipo bomba atômica e mísseis nucleares. >>

FERNANDO

Written by caiafarsa

julho 27, 2007 at 11:25 pm

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 187 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: