Caiafarsa

Just another WordPress.com weblog

A MENTIRA: LUTERO CRIADOR DA ÁRVORE DE NATAL

leave a comment »


A MENTIRA:

De acordo com a tradição o primeiro a montar uma árvore de Natal em sua residência foi o reformador Martinho Lutero. Em uma noite de dezembro, ao passear por um bosque em meio a muita neve, ele percebeu que o pinheiro era a única árvore que mantinha a sua folhagem em meio ao frio extremo. Em meio a um ambiente excessivamente inclemente e adverso, o pinheiro mantinha-se firme, com seus galhos e folhas verdes e viçosos. Assim, ele pegou um e levou para a sua casa, enfeitando-o com velas.
.

ONDE SE ENCONTRA:


http://www.igreja-cristoredentor.org.br/mpastorler.php?id=22&page=2

http://www.geocities.com/gospel_brasil/materia.htm

http://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%81rvore_de_Natal

A VERDADE DOCUMENTAL:

Antes de desmascarar a farsa protestante gostaria de ressaltar o caos que é o protestantismo! Ora, alguns nos acusam dizendo que a árvore de natal e o natal são práticas pagãs. No entanto, outros dizem que é lícito celebrar o Natal.

Vejam a contradição:

Diz O SITE PROTESTANTE “Sola Scriptura”:O Natal é uma das principais tradições do sistema corrupto chamado Babilônia, fundado por Nimrode, neto de Cam, filho de Noé. O nome Nimrode se deriva da palavra “marad”, que significa “rebelar”. Nimrode foi poderoso caçador CONTRA Deus (Gn 10:9). (…) A comemoração do Natal é um mandamento (uma tradição) de homens e isto não agrada a Deus (…) Não podemos honrar e agradar a Deus com elementos de celebrações pagãs “(1)

Agora contrariamente o O SITE PROTESTANTE Cacp defende a celebração Natalina:

Mas, e com respeito ao fato de ser 25 de dezembro a data de um festival pagão? Isto não prova que o Natal é pagão? Não, não o prova. Em vez, prova que o Natal foi estabelecido como um rival da celebração do festival pagão. Isto é, o que os cristãos fizeram era como dizer, “Antes do que celebrar em imoralidade o nascimento de Ucithra, um falso deus que nunca nasceu realmente, e que não pode lhe salvar, celebremos com alegre justiça o nascimento de Jesus, o verdadeiro Deus encarnado que é o Salvador do mundo. Algumas vezes, se insta a que se tome um festival pagão tentando “cristianizá-lo” é insensatez. No entanto, Deus mesmo fez exatamente isso no Antigo Testamento. A evidência histórica nos mostra conclusivamente, que algumas festas dadas a Israel por Deus através de Moisés eram originalmente pagãs, os festivais agriculturais, os quais eram cheios de práticas e imagens idólatras. O que Deus fez, com efeito, era estabelecer festividades os quais tomariam o lugar dos festivais pagãos, sem adotar nada da idolatria e imoralidade associado com ela. Poderia dar a impressão, então, que em princípio nada há de mal em fazê-lo, se tratando do Natal “(2)

Continua o Cacp:

Assim, a semelhança é meramente superficial. A árvore de Natal não se origina de adoração pagã de árvores (o qual foi praticada), porém, de dois símbolos explicitamente cristãos, do Ocidente da Alemanha Medieval. (2)

Fica difícil entender aonde caminha a verdade nos meios protestantes! Já que alguns defendem o natal outros condenam veemente, uns dizem que a árvore de natal é uma prática pagã outros dizem que é uma prática Cristã e ainda tem aqueles que afirmam que Lutero foi seu criador!

E será a essa mentira que será abordada agora:

De acordo com a tradição o primeiro a montar uma árvore de Natal em sua residência foi o reformador Martinho Lutero.

Pura mentira! A árvore de Natal é uma criação de São Bonifácio!

Algumas tribos pagãs da Alemanha consideravam os carvalhos árvores santas, por isso realizavam sacrifícios humanos debaixo destas árvores oferecidos ao deus Odin. Uma das histórias diz que São Bonifácio, tentando acabar com este costume pagão, cortou um carvalho, que quando caiu, fez cair todas as árvores próximas a ele, com exceção de um pequeno pinheiro. Assim, havia acontecido um milagre, pois o pinheiro simbolizaria o menino Jesus.

Quando a árvore de natal tinha um caráter pagão, as pessoas a enfeitava para que, depois da queda das folhas no inverno, os espíritos das árvores voltassem. Da mesma forma, os cristãos passaram a ter o mesmo costume, no entanto essas decorações passaram a possuir um caráter diferente, significando alegria, bondade, amor, a benção de Cristo, etc.(3)


Interessante também notar que na Wikipédia diz que Lutero criou a árvore de Natal, mas a mesma Wikipédia narra o momento em que São Bonifácio cria a árvore natalina:

Um acontecimento-chave da sua vida ocorreu em 723, quando derrubou o carvalho sagrado dedicado ao deus Thor, perto da moderna cidade de Fritzlar no Norte do Hesse, e construiu uma pequena capela a partir da sua madeira, no local onde hoje se ergue a catedral de Fritzlar, e onde se viria a estabelcer a primeira sede de bispado na Alemanha a norte do antigo limes romano, junto do povoado fortificado franco de Büraburg, numa montanha próxima da cidade, junto do rio Éder. Este acontecimento é considerado como o início formal da cristianização da Germânia.(4)

Até os protestantes admitem:

“A árvore de natal é de origem germânica. No tempo de São Bonifácio, foi dotada para substituir os sacrifícios ao Carvalho sagrado de Odin, adorando-se uma árvore em homenagem ao Deus-menino”.(5)(6)

A VERDADEIRA HISTÓRIA:

Os antigos germânicos criam que o mundo e todos os astros estavam sustentados pendendo dos ramos de uma árvore gigantesca chamada o “divino Idrasil” ou o “deus Odim”, a quem rendiam culto a cada ano, no solstício de inverno, quando se supunha que se renovava a vida. A celebração desse dia consistia em adornar um pinheiro com tochas que representavam as estrelas, a lua e o sol. Em torno desta árvore bailavam e cantavam adorando ao seu deus.
Contam que São Bonifácio, evangelizador da Alemanha, derrubou a árvore que representava o deus Odim, e no mesmo lugar plantou outro pinheiro, símbolo do amor perene de Deus e o adornou com maçãs e velas, dando-lhe um simbolismo cristão: as maçãs representavam as tentações, o pecado original e os pecados dos homens; as velas representavam Cristo, a luz do mundo e a graça que recebem os homens que aceitam Jesus como Salvador. Este costume se difundiu por toda a Europa na Idade Média e com as conquistas e migrações chegou à América.
Pouco a pouco, a tradição foi evoluindo: trocaram as maçãs por bolas e as velas por luzes que representam a alegria e a luz que Jesus Cristo trouxe ao mundo.

As bolas atualmente simbolizam as orações que fazemos durante o período de Advento. As bolas azuis são orações de arrependimento, as prateadas de agradecimento, as douradas de louvor e as vermelhas de preces.
Costuma-se colocar uma estrela na ponta do pinheiro, que representa a fé que deve guiar nossas vidas.
Também costuma-se pôr adornos de diversas figuras na árvore de Natal. Estes representam as boas ações e sacrifícios, os “presentes” que daremos a Jesus no Natal.
Para aproveitar a tradição: Adornar a árvore de Natal ao longo de todo o advento, explicando às crianças o simbolismo. As crianças elaborarão suas próprias bolas (24 a 28 dependendo dos dias que tenha o Advento) com uma oração ou um propósito em cada uma, e conforme passem os dias as irão colocando na árvore de Natal até o dia do nascimento de Jesus. (7)

Portanto, desmascaramos novamente os sites protestantes e ainda mostramos a falta de unidade entre os mesmos! Tentam de toda a forma entra em uma história da qual não fazem parte!

Aprofundar o conhecimento acerca da história é abdicar ao protestantismo”. John Henry Newman, ministro ex-protestante convertido ao catolicismo.

Por Jefferson Nóbrega
Pax et bonvs.

Referências:
.
(1) http://solascriptura-tt.org/Diversos/NatalVeioDoPaganismo-Helio.htm
(2) http://www.cacp.org.br/midia/artigo.aspx?lng=PT-BR&article=1087&menu=16&submenu=3
(3) http://www.brasilescola.com/natal/arvore-natal.htm
(4) http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A3o_Bonif%C3%A1cio
(5) Estudo retirado da revista Carta Viva do Missionário R.R. Soares
(6) http://www.bibliapage.com/origem.html
(7) http://www.acidigital.com/fiestas/navidad/tradicoes.htm

====================================

PODEROSO SITE NA DEFESA DA FÉ CATÓLICA ENTRE E TENHA EM SUAS MÃOS UMA PODEROSA ARMA CONTRA OS INIMIGOS DA FÉ CATÓLICA.

FIM DA FARSA

Written by caiafarsa

outubro 18, 2009 at 4:23 am

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 184 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: