Caiafarsa

Just another WordPress.com weblog

Abuso sexual-Professores, treinadores,psicólogos


Treinadores

Segundo um estudo, 0,2 % dos treinadores de atletismo a nível nacional tem uma
ficha criminal com algum tipo de crime sexual.

Isso se traduz em cerca de 6.000 treinadores nos EUA foram julgados e considerados culpados de crimes sexuais contra crianças.

Não se sabe quantos criminosos mais tenham escapado do alcance da aplicação
da lei.

Psicólogos

Entre 3 e 12 % dos psicólogos tiveram contato sexual com seus clientes.

Apesar de hoje praticamente todos os estados consideram o contato sexual com
um cliente como digno de revogar a licença de um psicólogo, como recentemente, em 1987, apenas 31 % dos conselhos estaduais de licenciamento consideraram as relações sexuais entre um psicólogo e seu paciente motivos para revogação da licença.

O que faz essa estatística tão interessante é que muitos bispos em 1980 aceitaram
o conselho dos psicólogos no tratamento padres molestadores

PROFESSORES

A American Medical Association constatou em 1986 que um em cada quatro
meninas e um em cada oito meninos são abusados sexualmente dentro ou fora
da escola antes do 18 anos de idade.

Dois anos depois, um estudo incluído no The Handbook on Sexual Abuse of Children, relatou que um em cada quatro meninas e um em cada seis meninos, é abusada sexualmente próximo dos 18 anos.

Foi noticiado em 1991 que 17,7 % dos homens que se formaram no ensino médio,
e 82,2 % do sexo feminino,
relataram o assédio sexual por parte de docentes ou durante seus anos na escola.

Um total de 13,5 % disseram que tinham relações sexuais com seu professor.

Somente em Nova York, pelo menos uma criança é abusada sexualmente por um funcionário da escola todos os dias.

Um estudo concluiu que mais de 60 % dos funcionários acusados de abuso sexual
em escolas de Nova York, foram transferidos para o trabalho em escritórios distritais localizado no interior das escolas.

A maioria destes professores são titulares e 40 % das pessoas transferidas são reincidentes.

Eles chamam isso de “passar o lixo” nas escolas.

Uma razão para isso existe é devido aos esforços pela Federação dos Professores
para proteger os professores à custa das crianças.

Outro é o fato de que os professores acusados de abuso sexual não podem ser demitido sob a lei do Estado de Nova York .

Uma das autoridades mais notável da nação sobre o assunto do abuso sexual de menores nas escolas públicas é professor da Universidade de Hofstra, professora Charol Shakeshaft.

Em 1994, Shakeshaft e Audrey Cohan fez um estudo de 225 casos de abuso sexual
entre educadores em New York City.

Seus resultados são surpreendentes.

Todos os acusados admitiriam o abuso sexual de um aluno, mas nenhum dos
agressores foi denunciado às autoridades, e somente 1 por cento perderam a
licença para ensinar.

Apenas 35 % sofreram as consequências negativas de qualquer tipo, e 39 %
optaram por deixar o seu distrito escolar, a maioria com recomendações positivas.

A Alguns mesmo foram dados um pacote de reforma antecipada.

Movendo os professores molestadores de distrito escolar para distrito escolar é
um fenômeno comum.

E em apenas 1 % dos casos notificaram os superintendentes do novo distrito
escolar.

De acordo com Diana Jean Schemo, a expressão “passar o lixo” é o jargão
preferido entre os educadores.

Shakeshaft determinou ainda que 15 % de todos os alunos experimentaram algum
tipo de má conduta sexual por um professor
entre o jardim de infância e 12 º ano escolar , os comportamentos variaram de toque até a penetração forçada.

Ela e Cohan também descobriram que até 5 % dos professores abusaram
sexualmente de crianças.

Shakeshaft logo estará pronto para apresentar as conclusões de um vasto estudo empreendido para o Serviço de Avaliação e Planehjamento do Gabinete do Subsecretário, Departamento de Educação dos EUA, intitulado ““Educator Sexual Misconduct with Students: A Synthesis of Existing Literature on Prevalence in Connection with the Design of a National Analysis.” “

http://www.catholicleague.org/research/abuse_in_social_context.htm

tradução – vanderley d.
colaboração – Fernando Nascimento.

http://www.orkut.com/Main#CommMsgs?cmm=32876590&tid=5463018853812540169&start=1



Written by caiafarsa

julho 16, 2010 at 1:28 am

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 178 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: